Oct 03, 2022

Petroleiros dizem um sonoro não à terceira contraproposta de ACT

A resistência dos trabalhadores aos ataques da gestão da Petrobrás contra o Acordo Coletivo de Trabalho já surtiu efeito. A empresa respondeu à solicitação da FUP e concordou em reunir-se com as representações sindicais na segunda-feira, 05.

Além da intensificação das mobilizações, as assembleias referendaram a retomada das negociações com priorização dos pontos mais relevantes para a categoria. No Rio Grande do Sul, assim como nas demais regiões do país, foi quase unânime a rejeição pela terceira contraproposta apresentada pela empresa:

1) Rejeição da 3a contra proposta
97,3% A favor da Rejeição
2,7% Contra a rejeição
2) Prorrogação ACT e Data base
100% a favor
3) Retomar negociação e priorização dos 6 pontos
100% a favor

Assembleia
Assembleia-ACT-4
Assembleia-ACT-5
Assembleia-ACT-1
Assembleia-ACT-6
Assembleia-ACT-2
Assembleia-ACT-3
A unidade dos trabalhadores é fundamental para pressionar a gestão da Petrobrás a prorrogar o ACT e retomar as negociações. As assembleias demonstraram a força da categoria, que vem resistindo às chantagens dos gestores de retirar direitos e tentar fragilizar os trabalhadores para que migrem para Acordos Individuais de Trabalho (AIT).

A pressão para adesão ao AIT tem um efeito muito mais de assédio moral e de ataque à organização dos trabalhadores.

O Acordo Individual não é garantia alguma de direitos. Pelo contrário: ele pode chancelar a retirada de direitos. O que garante os direitos é a força coletiva dos trabalhadores.

Além disso, a insegurança jurídica que essa situação gera é danosa para a empresa. Não se retira direitos coletivos com uma canetada.

 

Quadro nacional das assembleias

Sindipetro Amazonas

100% de rejeição à contraproposta

 

Sindipetro Ceará

92,14% de rejeição à contraproposta

 

Sindipetro Rio Grande do Norte

100% de rejeição à contraproposta

 

Sindipetro Pernambuco e Paraíba

97,4% de rejeição à contraproposta

 

Sindipetro Bahia

100% de rejeição à contraproposta

 

Sindipetro Espírito Santo

93% de rejeição à contraproposta

 

Sindipetro Norte Fluminense

Assembleias terminam no domingo, 04/09

 

Sindipetro Duque de Caxias

98,7% de rejeição à contraproposta

 

Sindipetro Minas Gerais

98% de rejeição à contraproposta

 

Sindipetro Unificado de São Paulo

93,79% de rejeição à contraproposta

 

Sindipetro Paraná e Santa Catarina

98% de rejeição à contraproposta

 

Sindipetro Rio Grande do Sul

97,3% de rejeição à contraproposta

Facebook