May 23, 2022

10ª Plenafup: “Eleger Lula é a prioridade máxima dos petroleiros e petroleiras”, afirma coordenador da FUP

 

Com 268 trabalhadores inscritos, começou nesta quinta-feira (12) a 10ª Plenária Nacional da FUP, que está sendo realizada em modo virtual, com debates e grupos de trabalho que prosseguem até sábado, 14. As lideranças sindicais que participaram da abertura do evento reforçaram a urgência da eleição de Lula e de parlamentares do campo da esquerda para alterar os rumos do país, dialogando diretamente com o tema da plenária, “Basta de retrocesso: Pela reconstrução do Brasil”.

Dando bosa vindas à categoria petroleira e aos convidados, o coordenador geral da FUP, Deyvid Bacelar, afirmou que a prioridade máxima este ano é eleger Lula para frear o projeto bolsonarista de destruição do Brasil e reconstruir o país. “As imagens dos vídeos que abriram essa solenidade demonstram o quanto temos lutado contra a privatização da Petrobrás, pela soberania nacional, pela democracia, pelos nossos direitos e por um Brasil mais justo para todas e todos”, disse, referindo-se às imagens das greves dos últimos anos, das ações políticas no Congresso em audiências públicas estaduais e às diversas ações solidárias por preço justo para os combustíveis.

O presidente nacional da CUT, Sérgio Nobre, ressaltou que vencer o retrocesso será uma luta árdua e que os trabalhadores não podem subestimar a “máquina de fake news” e o poder financeiro da campanha de Bolsonaro, que tem a seu favor a estrutura do governo. “Essas eleições vão ser definidas nas ruas e nas redes sociais”, afirmou, fazendo um chamado à categoria e aos sindicatos petroleiros para que se engajem nas brigadas digitais da CUT.

“Outra tarefa urgente é construir os comitês de luta em defesa da democracia e da vida”, destacou Sérgio Nobre, lembrando que as grandes vitórias do movimento sindical foram com ações de base e engajamento nas comunidades.

O secretário geral da CTB, Ronaldo Leite, destacou o papel central da Petrobrás nas eleições e na reconstrução do Brasil, ressaltando a importância da unidade política para derrotar o projeto de Bolsonaro de desmonte do Estado. “Realizamos uma grande CONCLAT, onde destacamos o papel da classe trabalhadora e das grandes centrais sindicais nessas eleições. Precisamos construir um novo projeto nacional de desenvolvimento para reconstruir o Brasil e a unidade das centrais é fundamental”, afirmou.

Também presente à solenidade de abertura da 10ª PLenafup, o presidente da Confederação Nacional do Ramo Químico da CUT (CNQ), Geralcino Teixeira, lembrou que desde a histórica greve de maio de 1995 até hoje, os petroleiros e petroleiras travam embates e disputas incansáveis em defesa da Petrobrás e da soberania nacional.

Lucineide Varjão, vice-presidente da IndustriALL Global para a América Latina e Caribe – entidade sindical internacional que representa mais de 50 milhões de trabalhadores dos ramos têxtil, metalúrgico e químico – falou sobre a importância da resistência e do engajamento nas eleições. “Vivemos um momento de desemprego, inflação, fome…nossa resistência é nossa arma frente a tanta tragédia. Resistir é criar e transformar. Que os petroleiros possam transformar a energia da luta na reconstrução do país”.

Encerrando as falas, o coordenador da FUP, Deyvid Bacelar, reforçou o chamado das lideranças sindicais que o antecederam e frisou que, tão fundamental quanto eleger Lula, é garantir uma bancada no Congresso comprometida com a reconstrução da Petrobrás e a soberania nacional. Ele saudou as pré-candidaturas de petroleiras e petroleiros do campo da esquerda e pediu o engajamento dos trabalhadores na eleição de parlamentares da categoria nas assembleias estaduais e na Câmara Federal.

“Esperamos nesta Plenafup aprovar o apoio às candidaturas de Lula e dos nossos companheiros e companheiras para que possam ter nos parlamentos deputadas e deputados comprometidos com a pauta da energia e a defesa intransigente da Petrobrás”, afirmou Deyvid.

A 10ª Plenafup prossegue até sábado, 14.

Imprensa FUP

Facebook