Jan 30, 2023

CUT e CTB repudiam decreto do governo que reprime greve

As centrais sindicais repudiaram o decreto governamental 7777, que autoriza a substituição dos
servidores públicos federais que estão em greve por servidores estaduais e municipais. O decreto,
assinado pela presidente Dilma, foi publicado quarta-feira, 25, no Diário Oficial da União e determina
providências contra os servidores federais paralisados. "O movimento sindical não esperava este tipo
de atitude de um governo como o atual", afirmou o presidente da CTB, Wagner Gomes. Em nota, a
Executiva Nacional da CUT reafirmou o direito constitucional de greve e ressaltou que a medida do
governo "atropela o processo de diálogo e vai na contramão da legitimidade de uma paralisação em
defesa de salários e direitos".
As centrais sindicais repudiaram o decreto governamental 7777, que autoriza a substituição dos
servidores públicos federais que estão em greve por servidores estaduais e municipais. O decreto,
assinado pela presidente Dilma, foi publicado quarta-feira, 25, no Diário Oficial da União e determina
providências contra os servidores federais paralisados.
"O movimento sindical não esperava este tipo
de atitude de um governo como o atual", afirmou o presidente da CTB, Wagner Gomes. Em nota, a
Executiva Nacional da CUT reafirmou o direito constitucional de greve e ressaltou que a medida do
governo "atropela o processo de diálogo e vai na contramão da legitimidade de uma paralisação em
defesa de salários e direitos".

Facebook