Dec 18, 2017

Categoria petroleira realiza protestos contra a "reforma" da previdência

 

 

Na manhã desse 05 de dezembro os petroleiros e petroleiras da Refap realizaram protestos contra a reforma da previdência do governo golpista de Michel Temer, que está para ser votada a qualquer momento. O protesto foi realizado em frente à refinaria, bloqueando a entrada da BR-116, na divisa entre os municípios de Canoas e Esteio.

 

Aeroporto

A CUT e outras centrais sindicais realizaram protestos no aeroporto Salgado Filho. Às 5h da madrugada, dirigentes ergueram bandeiras, distribuíram panfletos e levantaram a voz para condenar as propostas que acabam com o direito à aposentadoria de milhões e milhões de trabalhadores e trabalhadoras do campo e da cidade.

A mobilização abriu o dia de luta contra a reforma da Previdência, definido pelas centrais após a suspensão da greve nacional pela maioria das centrais em função do adiamento da votação inicialmente prevista para ocorrer nesta quarta-feira (6) na Câmara dos Deputados.

O Aeroporto foi escolhido para mandar o recado aos parlamentares que estão viajando para Brasília. “Estamos recebendo os deputados. O senador Paim já provou na CPI do Senado que não tem déficit e que é uma conversa frouxa deles dizendo que tem que combater privilégios para salvar a Previdência”, ressaltou o presidente da CUT-RS, Claudir Nespolo.

Segundo ele, “a Previdência não tem déficit e os grandes setores privilegiados não estão sendo atingidos pela reforma. É uma grande contradição. O que eles querem mesmo é levar os pobres para o balcão dos bancos e fazer uma previdência complementar. É disso que se trata”, frisou.

 

Fonte: Sindipetro-RS com informações da CUT-RS

 

Facebook